04/03/10

A ARTE MARCIAL DOS ISRAELITAS

Chama-se Abir –que significa “guerreiro” em hebreu.

Praticada pelos patriarcas e os ancestros judeus, gardada zelosamente em secreto durante mais de 1.000 anos, agora regressa com toda a sua força.

Dado o facto de que todas as grandes culturas têm desenvolvido nalgum ponto da sua história técnicas e sistemas de artes marciais, é razoável perguntar-se se algo semelhante se tem dado no caso do povo judeu. A resposta, por suposto, não é apenas que existiu, senão que foi extremadamente efectiva. A própria Torá assim o ensina.

Ante as novas de que o exército de Hammurabi arrasara Sodoma e tomara captiva a Lot, Abraham Avinu emprendeu a persecução com o seu corpo de gardas de elite formado por 318 estudantes da Torá, alcançando aos babilônios tras uma série de jornadas de avanço sem descanso, e derrotando-os num ataque surpresa nocturno.

O Rei David, um grande estudoso da Torá, matou pessoalmente a vários centos de guerreiros filistinos, apresentando as suas cabeleiras a Saul como mostra da sua força marcial.

Existiu, sem dúvida, um sistema de artes marciais, baseado na Torá e nos conceitos nodais do misticismo judeu, que foi praticado por aqueles homens não apenas como forma de demonstrar a sua potença marcial, senão como método de profuncização no estudo da própria Torá.

Tras dois milheiros de anos de persecuções, em situações onde a autodefesa judia de qualquer índole era praticamente impossível –pois qualquer intento sistemático de trainamento marcial teria suposto a imediata aniquilação da comunidade- semelharia normal que uma arte marcial propriamente judia tivesse desaparecido.

Sem embargo há um homem que diz que isto não é assim. Este homem, Yehoshuah Sofer, tem compilado e sistematizado um sistema de artes marciais baseado na Torá que ele denomina Abir. Abir é uma técnica absolutamente prática e altamente efectiva, como podemos comprovar nos seguintes vídeos.





1 comentário:

  1. Olá,sou cristão,mas tenho grande simpatia pelo povo judeu e por Israel e fiquei muito feliz ao saber dessa arte marcial antiga praticada pelos grandes homens da bíblia. Gostaria de saber mais sobre essa arte.
    que Deus os abençoe!

    ResponderEliminar